What To Do

Restaurante Bastardo

Podia tratar-se de um título suspeito para um qualquer enredo de cinema ou televisão, mas não! Bem longe da realidade digital podemos encontrar um novo significado à expressão e ao contrário do seu significado, é legitimo querermos conhecê-lo bem e descobrir as suas origens.


À revelia da semana atribulada fomos conhecer de perto, o enredo associado a este restaurante com um nome tão peculiar.


Se quisermos fazer um enquadramento deste restaurante temos que começar pela localização, pois fica numa das esquinas  da mais bela moldura da cidade, o Rossio.  Nesse ponto podemos encontrar o hotel internacional, que no seu primeiro andar abriga não só o espaço físico do restaurante, como também a sua aura, bem descontraída e com traços de humor bem marcados. 


Já com a curiosidade aguçada e devidamente acomodados vem o primeiro entretém, uma caixa de legos. Sim, entretenimento na verdadeira ascensão da palavra. Felizmente, esta caixa na verdade funciona como cesto de pão, com opções variadas, incluindo uma que me agradou particularmente por ter tanto de colorido como de saboroso, dada a combinação do pão com pimentos e um leve tempero.


Depois de conquistados por este gesto de originalidade avançamos sem qualquer receio para o “Set” estabelecido no Menu: Partida, Largada e Fugida. Na partida entrámos  com convicção numa entrada de “Pica Peixe” que deu o mote e serviu como um apuramento aos sentidos para o que ainda estava para vir. 


Na largada, já vínhamos desgovernados e apanhamos um “Malandrinho” e uma “Laurentina” que nos obrigaram a travar a fundo e saborear os diferentes aromas de um risotto no ponto, assim como, o gosto intenso de uma mistura de carnes deitada sobre pão torrado, coroadas com um ovo e camuflada por um travo a ananás.


Na fugida, apesar de já completamente rendidos, fizemos uma homenagem à gula e deliciamo-nos com o arroz doce de receita ancestral que provou ser um motivo mais do que justo para se cometer um pecado.


Com todo este arsenal gastronómico, tivemos que garantir as nossas munições, e assim sendo, deixamo-nos acompanhar pela Galhofa. Não é só de boa disposição de que vos falo, mas sim da garrafa de tinto do Douro com este título sugestivo, que foi sem dúvida o nosso fio condutor para toda esta experiência.


À saída, além da satisfação, levamos também a imagem do Rossio iluminado que se traduz naquela leveza de espírito que apenas reconhecemos quando passamos bons momentos. O Bastardo, conquistou  um desses momentos.  




+MYLISBON
INFORMAÇÕES

Telefone: +351 21 324 09 93

Email: info@restaurantebastardo.com

Morada: Rua da Betesga, 3, 1100-090 Lisboa

Pay À Mesa
LisbonLovers Shop