Uma cozinha surpreendente

Não é preciso sair de Lisboa para conhecer outras culturas longínquas, não é preciso sair de Lisboa para “provar” o mundo!

Há uma babel de aromas colada a uma das encostas do Castelo que define um circuito incontornável até ao Martim Moniz. O ideal é começar a “viagem” logo aqui nesta praça multicultural para entrarmos devagar no Bairro da Mouraria.

Viramos “costas” ao caos organizado que se movimenta em volta dos centros comerciais da zona e entramos na Rua do Benformoso, estreita e condensada por inúmeras lojas que nos remetem para a India, Paquistão ou China, e onde se vende de tudo um pouco: bijuteria, roupa e artigos  electrónicos coabitam lado a lado com talhos e mercearias indianos que nos envolvem numa nuvem de especiarias exóticas – o fio condutor para o nosso destino.

Contornamos o Chafariz na Rua do Terreirinho e subimos a Calçada da Rosa onde se esconde uma mesquita à direita, continuamos a subir até chegar ao número 5 da Rua das Olarias. Por fora não há nada escrito, mas se batermos na porta metálica alguém irá abrir e no interior descobrimos uma cozinha que é um misto de casa, de sala de estar, e que é afinal a “Cozinha Popular da Mouraria”, um projecto social concebido pela Adriana Freire, dirigido fundamentalmente às pessoas do bairro, onde também é possível almoçar e provar alternadamente a nossa gastronomia e petiscos do mundo. Rita Grifo é a chef residente, mas esteja atento à programação desta cozinha no facebook porque vale mesmo a pena. 

Há workshops regulares com chefs famosos, e pode também ser chef por um dia – só tem que reunir 20 amigos e pode reservar e preparar um jantar que será certamente diferente....no coração da Mouraria! 



+MYLISBON
Vodafone Fibra
LisbonLovers Shop